Brasil: São presos acusados de matar ambulante que tentou defender vítimas de homofobia dentro do Metrô; empresa comenta

Autor: Luís Adorno, Ponte/Carta Capital (Brazil), Publicado em: 28 December 2016

“Polícia Civil prende acusados de matar ambulante em estação do metrô de SP- Ricardo Martins do Nascimento foi preso na noite de terça-feira (27/12) em Itupeva, e Alípio Rogério dos Santos na tarde desta quarta (28), em Itaquera, zona leste da capital”, 28 de dezembro de 2016

Os dois acusados de espancar até a morte o vendedor ambulante Luís Carlos Ruas, de 54 anos, dentro da estação Pedro II, da linha 3-Vermelha do Metrô de São Paulo, na noite de natal, foram presos pela Polícia Civil…Luís Carlos Ruas foi espancado por cerca de dois minutos pelos criminosos dentro da estação, que fica na região central da cidade. Nenhum segurança do Metrô interveio, de acordo com as imagens da câmeras de segurança…do próprio Metrô. Para o advogado da família de Ruas, Augusto Arruda Botelho, o espancamento que matou o homem, negro, foi um caso de homofobia, já que minutos antes a dupla perseguiu um gay e uma travesti nos arredores da estação...[O]…Metrô afirmou…que “por volta das 20h53 deste domingo, dia 25, depois de prestarem os primeiros socorros, agentes de segurança conduziram para o PS Vergueiro um usuário que foi agredido na área livre do mezanino da estação Pedro II. O Metrô colabora com a Autoridade Policial para o esclarecimento do crime.”…[P]essoas foram acompanhar a condução dos suspeitos…[,]…gritavam…“justiça”…[U]m protesto ocorreu também nesta quarta…

Leia a postagem completa aqui