Grandes eventos esportivos

Organizações de direitos humanos e outras ONGs, mídia, sindicatos relataram abusos de direitos humanos causados pelos impactos dos projetos de infra-estruturas realizados na apreparação para grandes eventos esportivos, tais como a Copa do Mundo FIFA e os Jogos Olímpicos. Muitas destas alegações envolvem abusos cometidos por ou com a cumplicidade de empresas privadas. Mas grandes eventos esportivos também fornecem oportunidades para avançar em mudanças. Esta página contém alguns dos principais desenvolvimentos e cobre direitos humanos relacionados a grandes eventos esportivos no Brasil, destacando o papel e as responsabilidades das empresas que operam lá operam. Para eventos esportivos no Catar e na Rússia, por favor visite nossa página em inglês.

"Brasil: Jogos Olímpicos Rio 2016 e Copa do Mundo da FIFA 2014"

Vila Autodromo demolished house Rio_credit_Fernando Frazao_Agencia Brasil_http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/foto/2015-03/comunidade-reclama-de-perda-de-qualidade-de-vida?id=953054

Em meados de junho de julho de 2014, o Brasil sediou o megaevento esportivo da Copa do Mundo da FIFA e, em 2016, sediará os Jogos Olimpícos no Rio de Janeiro. Meios de comunicação nacionais e internacionais, sindicatos, ativistas, organizações de direitos humanos e outras ONGs colocaram os holofotes sobre abusos causados pelos impactos dos grandes projetos de infraestrutura que foram realizados para a preparação da Copa. A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa e das Olimpíadas é um grupo da sociedade civil que reúne todos os comitês locais populares nas 12 cidades brasileiras que foram sede de partidas de futebol da Copa, incluindo Rio de Janeiro que, em 2016, hospedará as Olimpíadas.

O governo havia prometido que todos os projetos de construção urbana que tivessem, por exemplo, reassentamentos de populações e melhorias na mobilidade urbana (por exemplo, projetos de Bus Rapid Transit) seriam realizados com participação cidadã nos processos de tomada de decisão e transparência. Os projetos beneficiariam os grupos mais marginalizados. Contudo, a realidade foi e tem sido um tanto diferente. Nos últimos meses e anos, vários relatórios foram publicados e apresentados às autoridades locais e internacionais com alegações de violações dos direitos humanos, tais como deslocamentos e despejos forçados, trabalho forçado, discriminação, falta de consulta às comunidades afetadas, trabalho infantil, repressão violenta a manifestantes.

Muitas dessas alegações envolvem abusos cometidos por empresas privadas, ou que tenham ocorrido com sua cumplicidade. A Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos serão ainda uma oportunidade para pressionar por mudanças positivas. Esta página apresenta alguns dos principais desenvolvimentos bem como a cobertura sobre direitos humanos relacionados aos mega-eventos esportivos no Brasil, destacando o papel e as responsabilidades das empresas que operam no país. Continuaremos a acrescentar novos relatórios e também a fazer a cobertura desses temas, com regularidade.

 

Institute for Human Rights and Business Mega Eventos Esportivos

IHRB Mega Sporting Events

Receba RSS dos resultados

Histórias e componentes discutidos nessa respectiva área in this in-depth are

Artigo
2 May 2017
+ Español - Ocultar

Autor: Deutsche Welle, DW (Alemania)

“UEFA evaluará respeto a DD. HH. para sede de Eurocopa 2024”, 1 de Mayo de 2017...

Leia mais

História
24 April 2017
+ English - Ocultar

Business & Human Rights Resource Centre invited Dalpiterstroy and Seven Suns Development to respond, but they did not.

Veja o caso completo

História
5 December 2016
+ Español - Ocultar

“Muro de silencio”: El sector de la construcción no aborda los abusos contra los trabajadores...

Veja o caso completo

Artigo
5 April 2016
+ English - Ocultar

Autor: Builing and Wood Worker's International (BWI)

"Strike at the 2018 World Cup “Luzhniki” Stadium in Moscow", 10 March 2016...

Leia mais